Saturday, December 4, 2010

Por que bibliotecários usam bancos de dados esquisitos...

...e por que eles estão certos.

Este seria o tema da minha monografia de conclusão no curso de Biblioteconomia na ECA/USP, se o decôro acadêmico não demandasse algo mais sóbrio. Então o título ficou sendo:
O Modelo de Dados Semiestruturado em Bases Bibliográficas:
do CDS/ISIS ao Apache CouchDB
.

Hã?

Boa pergunta! É que, hoje, banco de dados é sinônimo de banco de dados relacional, com linguagem SQL e tal. Só que este é apenas um tipo de banco de dados. É o tipo dominante no mercado, mas apenas um tipo. Sempre existiram alternativas, e agora existem ainda mais bancos de dados não-relacionais, apelidados de NoSQL. O Google, o Facebook e a Amazon.com dependem de sistemas NoSQL para funcionar.

Há 25 anos a BIREME/OPAS/OMS, onde eu trabalho, usa o ISIS, um banco de dados NoSQL criado pela Unesco. O ISIS é um banco de dados orientado a documentos. Outros BD orientados a documentos modernos são o CouchDB e o MongoDB.

Os objetivos do meu TCC foram:


  • Analisar o ISIS a partir da teoria de bancos de dados semiestruturados, que é a base teórica dos BD orientados a documentos.

  • Migrar uma base de dados do ISIS para o CouchDB, documentando o processo e criando ferramentas de apoio.

Apresentarei a monografia dia 15/12, 10h, na ECA/USP, sala 247 (bloco principal, 2º andar). Apareça!

A banca será formada pelo orientador Marcos Mucheroni (biblioteconomia, ECA/USP) e por Fernando Modesto (biblioteconomia, ECA/USP) e João Eduardo Ferreira (computação, IME/USP).

Depois da apresentação colocarei aqui um link para o PDF da monografia, em acesso aberto.

Atualização: publiquei os arquivos PDF da monografia revisada e slides usados na defesa. O texto e os slides podem ser considerados Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil. Se você usar parte deste material para algum trabalho ou atividade, por gentileza coloque um comentário aqui contando como usou, OK?

13 comments:

Henrique Bastos said...

Fantástica a idéia! Estou ansioso para ler esse trabalho. Seria legal vc juntar fatos da sua experiência prática na Bireme com esse TCC e publicar um livro. Seria totalmente excelente!
Parabéns e um grande abraço!
HB

Tiago Murakami said...

Quero muito ler. Orgulho de ter bibliotecários como vc!

Rogerio Atem de Carvalho said...

Gostaria de ler seu trabalho, quando der favor enviar cópia eletrônica!

Renata Aquino said...

Parabéns, Luciano. Venha fazer pós nas tecnologias para a educação na PUC-SP depois. Seria ótimo uma mente como a sua na nossa luta.

Luca Bastos said...

Parabéns!!!

Vou ler também porque sei que deve ser bom.

Thiago Avelino said...

Com certeza vou ir ver a apresentação do seu TCC, dia 15/12 estarei na USP.

Doze de Março said...
This comment has been removed by the author.
Doze de Março said...

Luciano! com certeza eu vou ver! Abraços
Samanta

Ricardo Ramalho said...

acho que você bateu todos os recordes, nunca um aluno de gradução espremeu e arrancou tanto suco do curso de biblioteconomia :D

Marília said...

Oi Luciano!!

Assino em baixo do que o pessoal ta dizendo sobre seu trabalho! Evento imperdível...!

Grande abraço!!
Marília Benini

Roberto said...

Parabéns Luciano !

Admirável o seu empenho e dedicação neste trabalho. Que ele renda bons frutos para todos no futuro !

Desejo sucesso na apresentação !

RPolcan

Marcio said...

Olá Ricardo parabens pelo trabalho! Estou iniciando meu TCC, tenho como tema banco de dados semi estruturados, voce poderia indicar alguma massa de estudos, link´s etc..

Marcio said...

Olá Ricardo parabens pelo trabalho! Estou iniciando meu TCC, tenho como tema banco de dados semi estruturados, voce poderia indicar alguma massa de estudos, link´s etc..