Monday, January 18, 2010

Três perguntas sobre Python

Desde quando o Google e o Youtube usam Python?

Desde o início. Os algoritmos inovadores do Google foram criados em Python e em C, e até hoje Python é usada em todos os milhões de servidores do Google. O Youtube já era feito em Python antes de ser adquirido pelo Google. Veja a página About Google de 1998 e o depoimento de Peter Norvig, diretor de pesquisa do Google e co-autor do livro Inteligência Artificial: uma abordagem moderna. Ah sim: a primeira linguagem suportada no Google App Engine foi Python.

Porquê o MIT está usando Python?

O Massachussetts Institute of Technology, a mais famosa escola de engenharia do mundo, está usando Python em sua principal disciplina introdutória de computação. Python foi adotada porque possui bibliotecas muito versáteis (redes, robôs, computação gráfica, etc.) e permite explorar conceitos avançados de orientação a objetos e meta-programação, mas tem uma curva de aprendizagem suave. O livro-texto adotado pelo MIT já foi traduzido pela comunidade Python brasileira: Aprenda Computação com Python.

Existe emprego para programadores Python?

Sim. Hoje existem mais vagas para .Net, Java e PHP do que para Python, mas as vagas para programadores Python são mais atraentes. O motivo é que Python não é uma opção "default", mas é uma escolha consciente feita por empresas que se preocupam com qualidade e buscam inovação, e isso se reflete em melhores condições de trabalho, salários maiores e ambientes mais estimulantes para a pesquisa e a aprendizagem. O programador milionário Paul Graham blogou sobre isso: The Python Paradox.

Para quem tem um perfil mais empreendedor: vários programadores Python brasileiros atendem clientes no exterior, vivendo no Brasil e recebendo em dólar ou euros. Outros tantos foram convidados para trabalhar no exterior. A demanda de especialistas em Python é muito maior que a oferta, e isso cria grandes oportunidades profissionais.

9 comments:

Henrique Bastos said...

Muito bom, Luciano!

Se fizermos um meme deste tema, rapidamente vamos elaborar um FAQ sobre Python. ;-)

Essa última pergunta bate precisamente o que aconteceu aqui na Myfreecomm, onde optamos por Python após analisarmos conscientemente o mercado e nossas estratégias.

[]'s!

Marcello - Ubá said...

Luciano, parece que você trocou o acento do três de ^ por ~ ?
Este comentário visa somente contribuir.

Marcello Bressan Emidio
mbemidio@yahoo.com.br

Luciano Ramalho said...

Que maravliha o Unicode, agora podemos escrever "e" com til! Valeu, Marcello, corrigido!

Diego Henrique said...

Só lembrando que inicialmente o Youtube era desenvolvido em PHP, e que só apos a aquisição pelo google que foi reescrito em Python.

Vicente Tardin said...

Oi Luciano,

vamos colocar no Webinsider?

[]s do

Vicente

Felipe Ribeiro said...

Parabéns pelo texto, mas só uma correção, ou melhor, um questionamento.

Antes de ser comprado pelo Google, o Youtube não era escrito em PHP?

Luciano Ramalho said...

Diego e Felipe, na comunidade Python a gente já citava o Youtube como um grande case de Python antes da aquisição pelo Google. Inclusive uma piada que eu fiz na época da aquisição é que a comunidade Python tinha perdido um mega-case, porque Youtube agora era parte do Google. Porém pode ser que antes ainda o Youtube tenha sido criado em PHP. Vocês têm referências confiáveis para o histórico técnico do Youtube?

Bruno Cezar Rocha said...

Existem paginas do Youtube que são PHP exemplo:
http://www.youtube.com/results.php

O Backend parece que é quase total em Python ou então eles fizeram rewrite da URL

Jean Ferri said...

Grande Luciano, muito boa referência para eu mostrar para os malas que sempre perguntam "de onde você tirou isso que está falando?"...

Acho que dá para acrescentar também que grande parte do Ubuntu, SO que está bastante difundido hoje, é feita em Python. Não sei dizer quanto porcento dele atualmente, alguém aí sabe?

https://wiki.ubuntu.com/Python
http://wiki.debian.org/Python

Abraço,

Jean Ferri